Buscar
  • Laura Palmer

LAURA PALMER NA EXPOSIÇÃO ''ARTE E MULHER''

Em Março de 2021, mês das mulheres, a ArtLab Gallery SP, situada na Rua Oscar Freire, em Jardins, São Paulo, convidou artistas de todo o Brasil para a exposição coletiva "Arte e Mulher". A artista Laura Palmer, representada pela Kauri Art Design (Campinas-SP), está participando da exposição exibindo quatro obras: ''Ladybird'', ''ANTIDIVA'', ''CINÈMATHÉQUE'' e ''The Queen''.

Devido às circunstâncias da pandemia mundial, a visitação foi adiada para o final do mês (30/03).




Obras à venda na ArtLab Gallery SP:


Artista: Laura Palmer

Título da obra: Ladybird

Técnica: Colagem analógica com finalização digital

Ano: 2020

Medidas: 24x33x3,2cm – impressão sobre adesivo vinílico A4, placa Eucatex e moldura em madeira, com acabamento gessado e tinta

Preço da peça: R$ 850,00






Artista: Laura Palmer

Título da obra: ANTIDIVA

Técnica: Colagem analógica com finalização digital

Ano: 2021

Medidas: 24x33x3,2cm – impressão sobre adesivo vinílico A4, placa Eucatex e moldura em madeira, com acabamento gessado e tinta

Preço da peça: R$ 850,00







Artista: Laura Palmer

Título da obra: The Queen

Técnica: Colagem analógica com finalização digital

Ano: 2021

Medidas: 24x33x3,2cm – impressão sobre adesivo vinílico A4, placa Eucatex e moldura em madeira, com acabamento gessado e tinta

Preço da peça: R$ 850,00







Artista: Laura Palmer

Título da obra: CINÈMATHÉQUE

Técnica: Colagem analógica com finalização digital

Ano: 2021

Medidas: 24x33x3,2cm – impressão sobre adesivo vinílico A4, placa Eucatex e moldura em madeira, com acabamento gessado e tinta

Preço da peça: R$ 850,00








A série de colagens Girls Just Wanna Have Fun, de Laura Palmer, traz uma visão muito crítica de como as mulheres são alienadas pela indústria de moda, cosméticos, acessórios e representações de estereótipos na mídia, como no cinema. Especialmente, nas peças Antidiva, The Queen e Cinèmathéque. Além disso, a série também aborda como elas próprias podem não ver como essas indústrias influenciam em suas vidas e escolhas, muitas vezes repetindo esses mesmos estereótipos, seja por meio do consumo, de suas atitudes ou dos comportamentos.


Em contrapartida, Ladybird é inspirado pelo filme homônimo, dirigido por uma mulher que aborda questões ligadas a luta pela independência feminina. O trabalho explora a descoberta do mundo adulto por uma mulher em formação, seus conflitos na relação com a figura materna e a importância de nos descobrirmos enquanto mulheres, buscando nossa identidade e o rompimento com a mãe e o olhar materno.

Esses aspectos se contrapõem às outras colagens à medida em que busca trazer elementos que remetem à liberdade feminina. A mulher desta colagem tem seu corpo tatuado, desnudo e livre de vestes que podem aprisioná-la em estereótipos. Sua postura está altiva e sua face parece desafiar seu espectador. Assim como nas outras obras, esta mulher tem seus olhos cobertos, mas dessa vez por um pássaro, um dos símbolos de liberdade no imaginário humano.


Laura Palmer é uma persona artística da arquiteta e fotógrafa Maria Laura Pires. Amante da arte, sente a necessidade de se expressar através de suas referências de livros, filmes e música; das figuras até os títulos das suas obras. A fim de experimentar outros materiais, Laura começou a cortar seu acervo de revistas dos últimos 10 anos, resultando em uma série de colagens manuais, finalizadas digitalmente.






31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo